Elisa

logo locutores.com.br
Elisa Volpatto picture

Elisa Volpatto

Femenino
(34 años)
Sao Paulo, Sao Paulo - BR
  • Chat Offline
  • Femenino (34 años)
  • Idiomas: Espanhol - Argentina Francês - Europeu Inglês - América do Norte Italiano

Audios

Português - Brasileiro

Línguas (inglês, francês, espanhol, italiano)

Voz Estándar - Grave 02:34

Português - Brasileiro

Elisa Volpatto completo

Voz Estándar - Grave 04:15

Sobre Mí

Elisa Volpatto - atriz e locutora

Desde 2018 dedicada à locução. Trabalha com locução coloquial, também voz grave e sedutora. Canta e fala com fluência inglês, francês, espanhol e italiano.

Locuções para spots de rádio e TV, publicidade, institucionais, URA, web, narração e audiobooks.

Possui Home Studio.

Whatsapp: (11) 973321610

E-mail:evolpatto@gmail.com


CV Completo

Elisa Volpatto tem formação em Artes Cênicas pela UFRGS, em Porto Alegre. Estudou também Method Acting no “The Lee Strasberg Theater and Film Institut”, em Nova York. Acumula longa trajetória no audiovisual, tendo recebido o Kikito de Melhor Atriz no Festival de Cinema de Gramado em 2010 pelo curta “Um Animal Menor”, dirigido por Marcos Contreras e Pedro Harres. Neste mesmo ano protagonizou a série “Mulher de Fases”, da HBO, produzida pela Casa de Cinema de Porto Alegre, com direção de Ana Luiza Azevedo. Por este trabalho recebeu o prêmio APCA de Atriz Revelação do Ano. Em São Paulo já atuou nas peças “Depressões” e “Bruxas”, ambas sob a direção de Juliana Galdino e "PULSO”, solo inspirado na vida e na obra da poetisa norte-americana dos anos 50, Sylvia Plath, dirigido por Vanessa Bruno. Já teve participação em diversas séries de TV a cabo como “Lili, a Ex” (GNT), “Latitudes” (TNT) , “Prata da Casa” (FOX) e Vítimas Digitais (GNT). Em 2014 participou da série “Doce de Mãe”, da Globo, interpretando a neta de Fernanda Montenegro. A série teve direção de Jorge Furtado e Ana Luiza Azevedo. Em 2018 gravou seu segundo trabalho na Globo, a série “Assédio”, dirigida por Amora Mautner, interpretando a jornalista Mira. Em 2020 lançou a série "Bom dia, Verônica", na Netflix, como a delegada Anita, dirigida por Zé Henrique Fonseca. Neste mesmo ano, em meio à pandemia, produziu e atuou no curta “E se Fossem Crianças”, com roteiro de Guto Portugal e direção de André Gustavo. O curta faz parte do projeto “Crônicas da Pandemia” e foi todo gravado com celular, dentro de casa e dirigido remotamente. Integra o elenco da segunda temporada de “Aruanas”, da Globoplay, direção de André Felipe Binder, a ser lançada.

Elisa canta e é fluente em inglês, francês, espanhol e italiano. Desde 2018 vem desenvolvendo trabalhos com locução publicitária, tendo já trabalhado com marcas como Riachuelo, Extra, Downy, Sapore, Netflix. Também trabalha com narração e audiobooks.

CV Completo

Elisa Volpatto tem formação em Artes Cênicas pela UFRGS, em Porto Alegre. Estudou também Method Acting no “The Lee Strasberg Theater and Film Institut”, em Nova York. Acumula longa trajetória no audiovisual, tendo recebido o Kikito de Melhor Atriz no Festival de Cinema de Gramado em 2010 pelo curta “Um Animal Menor”, dirigido por Marcos Contreras e Pedro Harres. Neste mesmo ano protagonizou a série “Mulher de Fases”, da HBO, produzida pela Casa de Cinema de Porto Alegre, com direção de Ana Luiza Azevedo. Por este trabalho recebeu o prêmio APCA de Atriz Revelação do Ano. Em São Paulo já atuou nas peças “Depressões” e “Bruxas”, ambas sob a direção de Juliana Galdino e "PULSO”, solo inspirado na vida e na obra da poetisa norte-americana dos anos 50, Sylvia Plath, dirigido por Vanessa Bruno. Já teve participação em diversas séries de TV a cabo como “Lili, a Ex” (GNT), “Latitudes” (TNT) , “Prata da Casa” (FOX) e Vítimas Digitais (GNT). Em 2014 participou da série “Doce de Mãe”, da Globo, interpretando a neta de Fernanda Montenegro. A série teve direção de Jorge Furtado e Ana Luiza Azevedo. Em 2018 gravou seu segundo trabalho na Globo, a série “Assédio”, dirigida por Amora Mautner, interpretando a jornalista Mira. Em 2020 lançou a série "Bom dia, Verônica", na Netflix, como a delegada Anita, dirigida por Zé Henrique Fonseca. Neste mesmo ano, em meio à pandemia, produziu e atuou no curta “E se Fossem Crianças”, com roteiro de Guto Portugal e direção de André Gustavo. O curta faz parte do projeto “Crônicas da Pandemia” e foi todo gravado com celular, dentro de casa e dirigido remotamente. Integra o elenco da segunda temporada de “Aruanas”, da Globoplay, direção de André Felipe Binder, a ser lançada.

Elisa canta e é fluente em inglês, francês, espanhol e italiano. Desde 2018 vem desenvolvendo trabalhos com locução publicitária, tendo já trabalhado com marcas como Riachuelo, Extra, Downy, Sapore, Netflix. Também trabalha com narração e audiobooks.

CV Completo

Elisa Volpatto tem formação em Artes Cênicas pela UFRGS, em Porto Alegre. Estudou também Method Acting no “The Lee Strasberg Theater and Film Institut”, em Nova York. Acumula longa trajetória no audiovisual, tendo recebido o Kikito de Melhor Atriz no Festival de Cinema de Gramado em 2010 pelo curta “Um Animal Menor”, dirigido por Marcos Contreras e Pedro Harres. Neste mesmo ano protagonizou a série “Mulher de Fases”, da HBO, produzida pela Casa de Cinema de Porto Alegre, com direção de Ana Luiza Azevedo. Por este trabalho recebeu o prêmio APCA de Atriz Revelação do Ano. Em São Paulo já atuou nas peças “Depressões” e “Bruxas”, ambas sob a direção de Juliana Galdino e "PULSO”, solo inspirado na vida e na obra da poetisa norte-americana dos anos 50, Sylvia Plath, dirigido por Vanessa Bruno. Já teve participação em diversas séries de TV a cabo como “Lili, a Ex” (GNT), “Latitudes” (TNT) , “Prata da Casa” (FOX) e Vítimas Digitais (GNT). Em 2014 participou da série “Doce de Mãe”, da Globo, interpretando a neta de Fernanda Montenegro. A série teve direção de Jorge Furtado e Ana Luiza Azevedo. Em 2018 gravou seu segundo trabalho na Globo, a série “Assédio”, dirigida por Amora Mautner, interpretando a jornalista Mira. Em 2020 lançou a série "Bom dia, Verônica", na Netflix, como a delegada Anita, dirigida por Zé Henrique Fonseca. Neste mesmo ano, em meio à pandemia, produziu e atuou no curta “E se Fossem Crianças”, com roteiro de Guto Portugal e direção de André Gustavo. O curta faz parte do projeto “Crônicas da Pandemia” e foi todo gravado com celular, dentro de casa e dirigido remotamente. Integra o elenco da segunda temporada de “Aruanas”, da Globoplay, direção de André Felipe Binder, a ser lançada.

Elisa canta e é fluente em inglês, francês, espanhol e italiano. Desde 2018 vem desenvolvendo trabalhos com locução publicitária, tendo já trabalhado com marcas como Riachuelo, Extra, Downy, Sapore, Netflix. Também trabalha com narração e audiobooks.

Galería de Fotos

Videos

share

Redes Sociales y Mensajeria